O tratamento das pedras da vesícula envolve uma cirurgia para retirada do órgão. Uma vez que a vesícula está doente e continua produzindo cálculos, ela tem potencial de complicações.

A remoção da vesícula biliar chama-se colecistectomia. Ela pode ser feita pela Técnica Convencional ou pela técnica videolaparoscópica.

Na Convencional é realizada uma incisão de aproximadamente 20 cm logo abaixo do gradeado costal no lado direito do abdômen e após a abertura de todas as camadas musculares o cirurgião identifica e retira o órgão.

Com a videolaparoscopia, a cirurgia é feita com quatro pequenas incisões que variam de 5 a 10 mm. Através desses furos, o cirurgião introduz os instrumentos e uma câmera de TV que amplia a imagem em 20 vezes. A internação é de 24 horas e após uma semana o paciente está apto a exercer suas atividades normais. Como as incisões são mínimas e a agressão cirúrgica muito menor, o paciente terá condições de retornar ao trabalho e as atividades físicas do dia a dia muito mais rápido.

A vesícula biliar tem uma função importante, porém quando ela deixa de funcionar por doença ou é extraída cirurgicamente, os canais biliares intra e extra-hepáticos dilatam para conter mais bile. Sem a vesícula, embora menor, a quantidade de bile é suficiente para desempenhar sua função digestiva.

O Instituto Morrell atua em diversas técnicas cirúrgicas, incluindo a remoção da vesícula. Para saber mais, entre em contato com (11) 5539-3515 / 5539-6216 e agende uma consulta.