O sinal mais comum de hérnias abdominais é um abaulamento ou “caroço” na pele da região da virilha ou face interna da coxa (hérnias inguinais e femorais) ou próximo do umbigo (hérnia umbilical e hérnia epigástrica) que desaparece quando se deita e surge novamente quando se levanta.

Dor no abdome, na virilha, na coxa e no umbigo durante um esforço físico também pode estar presente. Nos homens, a dor de uma hérnia inguinal pode irradiar para os testículos.

Dor forte, intensa com inchaço pronunciado e súbito seguido ou não de náuseas ou vômitos, com parada de eliminação de gases ou fezes são sintomas da maior e mais grave complicação que é o encarceramento da hérnia. Se não tratada pode evoluir para o estrangulamento sendo uma condição grave e que ameaça a vida. Requer tratamento cirúrgico de emergência.

As atividades que podem contribuir para o surgimento de uma hérnia incluem:

  • Ato de levantar objetos pesados do chão abruptamente
  • Esforço de tosse
  • Esforço para a evacuação intestinal/obstipação
  • Esforço para urinar / prostatismo
  • Obesidade
  • Condições congênitas
  • Processo de envelhecimento natural

O Dr. Alexander Morrell é especialista no tratamento cirúrgico de hérnias e presidente da Sociedade Brasileira de Hérnia (SBH). Entre em contato pelos telefones (11) 5539-3515 / 5539-6216 e agende a sua consulta.