Um acordo voluntário entre a indústria de alimentos e o Ministério da Saúde para redução dos teores de açúcar nos alimentos será assinado em breve. O acordo foi firmado no início deste mês e a assinatura estava prevista para acontecer após o primeiro turno das eleições, que ocorreu em 7 de outubro.

Biscoitos, iogurtes, sucos em caixa, refrigerantes, achocolatados e bolos serão os primeiros produtos a integrar o acordo. O percentual de redução deve variar de acordo com a classe. Segundo o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, a redução deve ser feita em fases, após concluída uma etapa, novos acordos devem ser feitos par ampliar a margem ingrediente.

No ano passado, logo após o então ministro da Saúde, Ricardo Barros, pedir um estudo para aumentar a carga de imposto de bebidas açucaradas, a industria apresentou o modelo para a redução do ingrediente, que previa  a inclusão de refrigerantes, néctares e refrescos. A proporção média era de 16 gramas de açúcar a cada 100 gramas da bebida e caiu para, no máximo, 10,6 gramas.

Com informações do Estadão.