A Cirurgia Bariátrica pode curar diabetes tipo 2?

Mais de 14,3 milhões de pessoas convivem com a doença no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. O número representa 9% da população brasileira. A cirurgia bariátrica é uma excelente opção para pessoas com obesidade grave que querem perder peso e se curar de doenças associadas á obesidade mórbida como hipertensão arterial, diabetes mellitus, dislipidemias com colesterol e triglicérides elevados, apnéia do sono, além de muitas outras doenças.

Sobre o diabetes, uma série de estudos realizados na última década comprovam que entre 30% a 60% dos pacientes que passam pela cirurgia metabólica apresentam uma normalização durável das taxas de açúcar no sangue – após um período menor ou igual a 5 anos – deixando de tomar medicamentos para a diabetes, o que é chamado pelos médicos de remissão da doença.

Diante destes resultados, a cirurgia bariátrica também passou a ser chamada de cirurgia metabólica pois atua em alterações metabólicas presentes nestes pacientes obesos.

Diabetes tipo 1 x Diabetes tipo 2

Mais de 90% das pessoas com a doença têm o diabetes tipo 2, que é associada à obesidade, falta de atividade física, histórico familiar e idade. O pâncreas em pacientes com diabetes tipo 2 geralmente produz mais insulina, mas por razões desconhecidas, o corpo é incapaz de utilizá-la.

O Diabetes pode levar à cegueira, doença coronariana e doença vascular, derrames, insuficiência renal, amputações e lesões nervosas.

Tratamento inicial

Quando os tratamentos com o uso de antidiabéticos orais e insulinas, acompanhados de dieta e exercícios, não forem suficientes para controlar a doença, o médico poderá indicar a cirurgia metabólica. Estão aptos a fazer a operação, os pacientes com Índice de Massa Corporal (IMC) entre 30 e 35 que não tenham tido resposta ao tratamento convencional.

Cirurgia

Uma revisão recente de vários estudos envolvendo mais de 20.000 pacientes mostrou que 84% dos pacientes que foram submetidos ao Bypass Gástrico apresentaram remissão completa de sua diabetes tipo 2. Uma rápida melhoria dos níveis sanguíneos da glicose e uma redução ou eliminação dos medicamentos anti-diabéticos é muitas vezes visto imediatamente a seguir da cirurgia bariátrica, antes mesmo de uma perda de peso significativa.

A cirurgia promove também a alteração da flora intestinal (microbiota), do fluxo da bile no intestino e modifica a produção dos hormônios intestinais.

Ficou com alguma dúvida?

Pergunte ao doutor ou marque um horário.