Doenças Anorretais

Os distúrbios anorretais resultam em muitas visitas e queixas a profissionais de saúde. Esses distúrbios incluem desde condições benignas, como hemorróidas, fissuras, fístulas, prolapso e incontinência fecal a condições mais graves, como malignidade; Assim, é importante que ao suspeita-las, procure auxílio com o médico especialista.

  • Doenças Hemorroidais
  • Fissura Anal
  • Fístulas e Abscessos
  • Incontinência Fecal
Doenças Hemorroidais

Hemorróidas são uma condição extremamente comum, afetando aproximadamente 10 milhões de pessoas por ano. Um estudo estimou que mais de 50% da população dos EUA com mais de 50 anos apresenta hemorróidas.

As hemorróidas representam estruturas venosas normais, submucosas, no reto inferior e no canal anal, que podem ser internas ou externas, dependendo de sua relação com a linha denteada. O seu ingurgitamento/dilatação que é tido como a doença hemorroidária. Hemorróidas são internas ou externas, dependendo da topografia de onde surgem, e assim apresentam inervação e sintomas característicos.

As apresentações clínicas mais comuns de hemorróidas sintomáticas incluem sangramento indolor, prurido, sujeira fecal ou irritação perianal. O sangramento hemorroidário interno geralmente se apresenta como sangue vermelho brilhante no papel higiênico, pingos no vaso sanitário ou na superfície das fezes; no entanto, a perda de sangue pode ser substancial, levando a uma anemia deficiente em ferro. Hemorróidas externas trombosadas ou ingurgitadas podem se apresentar apenas como dor sem sangramento.

O tratamento é direcionado ao tipo de doença apresentada; sendo algumas delas resolvidas apenas com mudança de hábitos alimentares para melhor funcionamento intestinal. Nos demais, a terapêutica cirúrgica com grampeamento local ou retirada completa das hemorroidas doentes se faz necessária.

Fissura Anal

Uma fissura anal é uma laceração na anoderme, sendo esta a transição entre pele e mucosa no ânus; podendo ser aguda ou crônica. Fissuras agudas são aquelas que estão presentes há menos tempo, e em parte possuem sua cicatrização espontânea ainda possível. Fissuras anais crônicas, devido a cicatrizes e fluxo sanguíneo deficiente no local, muitas vezes requerem intervenção cirúrgica.

Pacientes que apresentam uma fissura anal queixam-se de dor durante e após a passagem das fezes. A dor da fissura anal é descrita como aguda, lacrimejante, “como corte de faca” ou “cacos de vidro”. Se ocorrer sangue vermelho vivo pelo ânus, este geralmente é de baixo volume.

O tratamento de uma fissura anal pode ser feito clinicamente ou, no caso de fissuras sem boa evolução, cirúrgico. O tratamento cirúrgico mais preconizado para elas é a esfincterotomia lateral interna, que consiste em uma diminuição da tonicidade esfincteriana, fazendo assim uma quebra no mecanismo de perpetuação da lesão, interrompendo o ciclo de espasmo esfincteriano.

Fístulas e Abscessos

As fístulas e abscessos anorretais são distúrbios anorretais que se acredita serem um espectro da mesma doença. O abscesso perianal é a manifestação inicial da infecção que pode ser seguida por um processo infeccioso mais crônico, culminando assim à fístula perianal. A conversão de abscesso para fístula ocorre em aproximadamente 40% a 50% dos casos.

O abscesso em si é um acúmulo de conteúdo infeccioso/purulento dentro do corpo, podendo ou não haver estrutura encapsulada ao redor. A fístula perianal seria então uma ferida comunicando uma parte do intestino e pele próxima ao ânus, com secreção proveniente deste túnel.

Os pacientes que apresentam um abscesso anal geralmente apresentam uma área de dor persistente e inchaço que pode ser visualizada e palpada. Fístulas perianais frequentemente apresentam-se como drenagem de sangue, pus ou fezes de um orifício na região perianal, normalmente sem dor, podendo haver coceiras

O tratamento de um abscesso anorretal é cirúrgico e requer incisão e drenagem para evitar disseminação, recorrência e, com sorte, posterior fistulização.

O tratamento para uma fístula perianal é determinado pela anatomia da fístula, podendo elas terem complexidades diferentes (interesfincteriana, transesfincteriana, supra-esfincteriana e extra-esfincteriana). O ideal cirúrgico é guiado pelo tipo de fístula, sendo o objetivo a cicatrização primária e fechamento da mesma.

Incontinência Fecal

A incontinência fecal é um distúrbio debilitante, embaraçoso e potencialmente devastador na vida das pessoas. É comum e afeta até 24% da população dependendo da faixa etária estudada. Ela pode variar de incontinência plena à sujidade menor com pequenas quantidades de fezes líquidas ou pílulas de fezes para a passagem franca e involuntária de um movimento completo do intestino.

O mecanismo de continência fecal é complexo e envolve numerosos fatores anatômicos e fisiológicos. Estes incluem função esfincteriana, sensação anorretal, trânsito intestinal, consistência das fezes e elementos neurológicos e cognitivos. A interrupção de qualquer número dos itens acima pode predispor o paciente à incontinência.

As suas causas incluem lesões obstétricas, como ruptura do esfíncter ou lesão do nervo, trauma cirúrgico, neuropatia, alteração do hábito intestinal (constipação ou diarreia), prolapso retal e diminuição da complacência retal. Muitos pacientes têm lesões esfincterianas que permanecem assintomáticas por anos até que experimentem alterações relacionadas à idade ou a hormônios, como atrofia muscular ou tecidual, que reduzam a capacidade de compensar sua lesão remota.

O tratamento da incontinência fecal é complexo e depende de suas causas base. Modificações no estilo de vida e dieta, ajuste medicamentoso, fisioterapia e farmacoterapia local são as as estratégias sólidas para bons resultados clínicos. Na falha dos resultados, a cirurgia se faz uma opção em casos selecionados.


Ficou com alguma dúvida?

Pergunte ao doutor ou marque uma consulta.


Endereço

Rua Correia Dias, 184 Conj. 91,
Paraiso | São Paulo – SP


EMAIL

contato @cirurgiaobesidade.com.br


Telefone

11 5539-3515
11 5539-6216


Horário

Seg – Sex, 09:00 – 19:00
Fechado aos Finais de Semana


logo2

O CENTRO AVANÇADO DE TRATAMENTO E CIRURGIA é uma Clinica Especializada em Cirurgia do Aparelho Digestivo, Videocirurgia, Cirurgia de Obesidade Mórbida e Cirurgia Metabólica e do Diabetes que oferece aos seus pacientes o que há de mais moderno e recente no mundo.

Certificações

Instituto Morrell | 2004 - 2019 | Todos os direitos reservados                                             Desenvolvido por Exata Design