Obesidade

Cirurgia Robótica 

A primeira geração de robôs cirúrgicos já está sendo instalada em diversas salas de cirurgia ao redor do mundo e não seria diferente no Brasil. O Dr Alexander Morrell fez seu treinamento em cirurgia com o auxílio do Robô no Celebration Hospital em Orlando nos Estados Unidos e hoje usa o robô do hospital Albert Einstein. 

Eles não são verdadeiros robôs autônomos, que realizam cirurgias sozinhos, mas fornecem ajuda mecânica aos cirurgiões. Essas máquinas ainda requerem um médico para manuseá-las e fornecer instruções.

A robótica está sendo introduzida na medicina porque permite maior controle e precisão dos instrumentos cirúrgicos em  procedimentos minimamente invasivos. Cirurgias no esôfago, pancreas, reto e até a cirurgia para tratamento da obesidade mórbida tem sido realizadas com o auxilio do robô com excelentes resultados. Tivemos a oportunidade de utilizar o robô em re-operações, casos em que a anatomia ja foi alterada pela cirurgia anterior e pudemos constatar sua utilidade na disseccão mais delicada dos tecidos.

O sistema usa uma tecnologia que permite ao cirurgião chegar mais perto do alvo do que a visão humana permitiria, trabalhando em uma escala menor do que a cirurgia convencional permite por se utilizar do benefício da camera de videolaparoscopia.

O sistema robótico consiste de dois componentes principais:

um console de visualização e controle onde o cirurgião atua e

uma unidade de hastes ou braços cirúrgicos que segura os instrumentos que estão dentro do paciente.

Uma das hastes é equipada com uma camera de videolaparoscopia e as outras duas são equipadas com instrumentos cirúrgicos capazes de dissecar e suturar os tecidos. Ao contrário da cirurgia convencional, esses instrumentos não são tocados diretamente pelas mãos do médico.

Há poucos metros da mesa de operação, no console de controle, o cirurgião olha no visor para examinar as imagens em 3D enviadas pela câmera no interior do paciente.

As imagens mostram o local da cirurgia e os instrumentos cirúrgicos instalados nas extremidades das hastes.

Controles similares a joysticks localizados logo abaixo da tela são usados pelo cirurgião para manipular os instrumentos cirúrgicos. Cada vez que um dos joysticks é movido, um computador envia um sinal eletrônico para um dos instrumentos, que é movimentado em sincronia com os movimentos das mãos do cirurgião.

 

 

 

 

Free business joomla templates

Rua Correia Dias, 184  Conj. 91, Paraiso São Paulo - SP
Telefones: (11) 5539-3515 / 5539-6216

Cirurgia Obesidade - 2012
Todos os Direitos Reservados